Monday, April 18, 2016

Lições do Chile?


Acabei de ler recentemente uma obra de ficção muito interessante sobre a experiência levada a cabo no governo de Salvador Allende, no início dos anos 1970, de uma administração cibernética da economia chilena, baseada no Modelo do Sistema Viável de Stafford Beer, e que era denominada de Projeto Cybersyn. A novela "Contra o Tempo" (em tradução livre do alemão) de Sascha Reh, conta os principais episódios dos dias finais do Governo de Allende, e a tentativa de evitar que as informações do Projeto Cybersyn, sobretudo aquelas relativas às pessoas envolvidas no projeto, chegassem às mãos do regime de exceção que inaugurava um período sangrento na história chilena. A novela se desenrola da perspectiva de um jovem designer alemão, que havia sido convidado para participar do Projeto. A novela também reproduz vários dos clichês e excentricidades que rondavam a figura de Stafford Beer e que ajudaram a construir sua fama. Como toda boa novela, a estória também é entremeada por intriga, traição, idealismo e um amor impossível. Para mim, foi particularmente interessante ler a novela pelo fato de conhecer pessoalmente algumas pessoas (as personagens reais da história) que estiveram direta e intensamente envolvidas no Projeto Cybersyn. "Descobri-las" na novela, através das personagens criadas pelo autor, foi um exercício estimulante. É de se lamentar porém, que até o momento o livro tenha sido publicado somente em alemão, o que certamente reduz o número de leitores.

Para aquelas pessoas interessadas na história do Projeto Cybersyn, recomendo vivamente o belíssimo livro "Cybernetic Revolutionaries" de Eden Medina. A capa, reproduzida ao lado, mostra a famosa e icônica "sala de operações" (Operations Room) - que não chegou a funcionar propriamente da maneira como havia sido originalmente concebida - do Projeto Cybersyn, em que se pretendia poder mostrar em tempo real o desempenho da economia chilena. Como pode ser lido no livro, a sabotagem internacional a qual foi submetido o governo de Allende, criou enormes dificuldades para que isso se concretizasse. Vale lembrar que estamos falando do início dos anos 1970, quando nem se falava em internet - pelo menos não no meio civil - e que os instrumentos de que se dispunha para comunicação "online" (se é que se poderia falar nesses termos) são as hoje já desconhecidas máquinas de telex. Particularmente interessante é o capítulo sobre a grande greve (de caminhoneiros) de outubro de 1972, que só não colocou de joelhos o governo de Allende, por conta do exitoso uso da cibernética para lidar com uma crise. Como curiosidade, uma das principais pessoas envolvidas no design da "Opsroom" (como a sala de operações era conhecida no âmbito do Projeto) vive hoje em dia em Florianópolis.

E para aqueles interessados no relato sobre o Projeto Cybersyn do próprio criador do Modelo do Sistema Viável (Viable System Model, no original), o famoso ciberneticista Stafford Beer, criador da Cibernética da Administração, poderão encontrá-lo na parte quatro do livro "Brain of the Firm".

No comments: